Destinos / Viagens Baratas

10 locais obrigatórios para conhecer no Centro de Portugal

Share this post

Depois de percorrermos os 10 locais obrigatórios no Norte e no Alentejo, viajamos agora até ao Centro. Diz-se que a região tem um país dentro de um país. E, de facto, é uma zona com uma diversidade extraordinária, onde podemos ir de aldeias encantadas a praias selvagens, neve e natureza no seu esplendor num curto espaço de tempo.

Além disso, a proximidade com diferentes zonas do país (norte e sul) faz com que seja uma localização estratégica e bastante em conta para umas férias.

1 – Coimbra

Coimbra é fado, estudantes, bairros históricos e uma tradição que se mescla num ambiente jovem e urbano. A antiga capital portuguesa (até 1255) é uma cidade obrigatória dado os seus encantos e raízes profundas com a história de um país. Não deixe de conhecer a imponente Universidade de Coimbra e de fazer uma longa caminhada no multissensorial Jardim Botânico com cerca 13,5 hectares de área.

2 – Berlengas

Apesar de bastante populares, as Berlengas continuam a ser o destino indicado para quem prefere locais selvagens e tranquilos. O facto de ser um arquipélago e contar apenas com um hotel e um parque de campismo numa das ilhas (a única habitada) ajuda a tornar este local um paraíso natural feito de pequenas praias recortadas entre arribas e água cristalina.

3 – As Aldeias históricas de Portugal

Já aqui falámos das 12 Aldeias Históricas, um roteiro pautado por aldeias charmosas que conservam beleza e tradição como poucas. A proximidade geográfica entre muitas das localidades facilita a descoberta, já a beleza faz o resto.
Entre outros pontos de interesse, não deixe de conhecer a impressionante fortaleza de Almeida em formato estrelado ou o Castelo medieval de Monsanto e a vista única que tudo abarca.

4 – Tomar

Conhecida como “cidade dos templários”, Tomar soube preservar os seus fantásticos monumentos. Falamos, claro está, do Castelo dos Templários, um importante edifício militar do século XII e Património Mundial da UNESCO, e do reconhecido Convento de Cristo, amalgama de vários estilos arquitetónicos, como românico, gótico ou renascentista. Uma cidade relativamente pequena, mas com um património imensamente rico.

5 – Óbidos

Óbidos dispensa apresentações. A sua muralha é um cartão postal por si só, conquistando o público nacional, mas também vários turistas que colocam esta pequena vila no seu mapa. Como dispensa apresentações, aproveitamos para partilhar algumas curiosidades. Até 1834 Óbidos era conhecida como “presente das rainhas”, pois fazia parte do dote de muitas delas. Atualmente é considerada uma vila literária, visto que muitos espaços degradados foram reabilitados e transformados de forma a tornarem-se livrarias. Em 2015 foi mesmo considerada pela UNESCO como uma cidade literária.

6 – Nazaré

Cidade piscatória, encantadora e de antigas tradições marítimas (desde as mulheres com as suas sete saias, aos barcos que mantém a sua estrutura original, até à tradição de colocar a sardinha e a cavala a secar sob o sol intenso do meio-dia). A Nazaré é um local intrigante e mágico, com bonitas praias, igrejas e, claro, ondas gigantes. Sim, não podíamos falar da Nazaré sem mencionar as suas ondas megalómanasque fizeram com que Portugal entrasse para o Guiness com a maior onda surfada do mundo.

7 – Alcobaça

Alcobaça e o Mosteiro de Alcobaça são indissociáveis. Esta beleza arquitetónica foi eleita uma das 7 Maravilhas de Portugal e é, desde 1989, Património da Humanidade pela UNESCO. É neste monumento, obra prima do gótico, que se encontram os túmulos de Pedro e Inês. Não deixe também de visitar o Jardim do Amor e de subir até ao castelo onde pode ver a cidade por completo, bem como o próprio Mosteiro de Alcobaça.

8 – Leiria

Apesar de ser um local estratégico – bem no centro de Portugal continental – Leiria continua a ser uma cidade (injustamente) pouco explorada. Comece por conhecer o castelo, local onde a cidade nasceu. A partir daí aproveite para descobrir, entre outros locais, a Igreja de São Pedro, um templo românico do século XII, as ruas do centro histórico e as ilustrações de Sílvia Patrício na denominada Rota d’O Crime do Padre Amaro, com diversas obras em memória de Eça de Queiroz. Termine este dia em perfeição com um passeio ao entardecer pelas margens do rio Lis.

9 – Covilhã

Falar do Centro de Portugal é falar da Serra da Estrela e, claro, da Covilhã. Este é sem dúvida um dos melhores locais para ficar hospedado se quiser aproveitar o melhor da serra. A Covilhã contabiliza 9 rotas para ficar a conhecer a cidade aprofundadamente, entre elas os roteiros das judiarias e da lã. Igualmente fantástica é a Igreja de Santa Maria, toda ela revestida de azulejos azuis e brancos.

10 – Aldeias de Xisto

Tudo nestas aldeias respira ar puro e natureza, começando pelo seu maior atrativo: as casas em xisto. A pedra que é utilizada é exatamente a que vem da montanha, num ciclo perfeito entre a natureza e o homem. No total são 27 aldeias de xisto, sendo a mais conhecida delas a de Piódão. Estas aldeias distribuem-se entre diversas serras (Serra da Lousã, Serra do Açor, na zona do rio Zêzere, e quatro junto ao Tejo-Ocreza), sendo que ao percorrer as diversas localidades irá também encantar-se com beleza natural invejável e praias fluviais que convidam a muitos mergulhos.

E assim terminou a nossa lista: com a certeza de que muitos locais fantásticos ficaram por colocar. A região Centro é uma surpresa constante que merece ser mais do que um ponto de passagem. Venha conhecê-la e ver todos os encantos que ela guarda.

Ver férias em portugal

 

 

Artigos relacionados