7 experiências para viver na Austrália

Top Atlântico / Publicado a
Primeiro de tudo e antes de prosseguirmos, convém partilhar que por esta altura, entre junho e agosto, é inverno na Austrália. É também a melhor altura para visitar a zona a norte como Queensland ou até mesmo os desertos australianos, embora possa aproveitar para se organizar e viajar no verão que acontece entre dezembro e janeiro, e aproveitar para conhecer Bondi Beach, a praia mais famosa do país. Seja qual for a sua ideia, deixamos aqui o nosso Top de experiências que tem mesmo de vivenciar quando for à Austrália. Um dos países com mais locais classificados como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO, conhecido pelos povos aborígenes, desertos e praias fabulosas, cangurus e coalas, lagos cor de rosa, praias belíssimas e grandes recifes de corais, manifestações da natureza e manifestações culturais.

Casa da Ópera de Sydney

Considerado um dos principais ícones da Austrália, juntamente com a Sydney Harbour Bridge, a Opera House é um dos edifícios de espetáculos mais conhecidos do mundo. Seja para visitá-lo apenas ou assistir a uma ópera, passear pela ponte e assistir ao pôr-do-sol, vai adorar a experiência.

Grande Barreira de Corais

Ao largo da costa de Queensland e junto à cidade de Cairns, habita o maior organismo vivo do planeta. A Grande Barreira de Corais, obviamente Património Mundial da Humanidade, equivale a dois quilómetros de corais repletos de cores, peixes e tartarugas, num cenário quase imaginário de beleza natural. Entre junho e julho é quando chegam as baleias-anãs, que poderá observar ou até mesmo nadar com elas, enquanto no mês de agosto e até setembro, surgem as baleias da espécie Jubarte. Seja nadar e mergulhar para fazer parte desta paisagem magnífica, velejar ou fazer um passeio de helicóptero para ver a barreira de corais de cima, será decerto uma das experiências mais fantásticas da sua vida que ficará guardada no “coração”.

Areias de Whitsundays

Rodeadas pela Grande Barreira de Corais, as Ilhas Whitsundays são quase indiscritíveis. Imagine um grupo de 74 ilhas, formadas há milhões de anos, com praias isoladas de areia branca como Whithaven, água cristalina, dunas debaixo de água e palmeiras a fazer o retrato perfeito de um verdadeiro paraíso tropical. Se a imagem é de sonho, imagine a sensação de pertencer a este lugar por algum tempo.

Parque Marinho Ningaloo

Continuando com o mar como cenário principal, apresentamos um dos maiores recifes do mundo. Ningaloo alberga cerca de 250 espécies de corais e encontra-se integrado num parque marinho com o mesmo nome, que se estende ao longo de 250 quilómetros. Mais um “santuário marinho” australiano considerado Património Mundial da Humanidade pela UNESCO, onde é possível nadar com tubarões-baleia.

Tasmânia

Do mar para a terra, a Tasmânia revela-se uma zona algo distinta do restante território australiano. Com cerca de 7 parques nacionais, um deles Património Mundial, abriga tanto as cidades Hobart e Launceston, como montanhas, uma costa escarpada, praias e lagos, entre tantas outras atrações. São paisagens em estado natural que recriam um “mundo à parte” e ideal para quem gosta de explorar, fazer caminhadas e surpreender-se com a natureza.

Uluru

Uluru (Ayers Rock) é mais um símbolo da maravilhosa Austrália e remonta à cultura indígena. Trata-se de uma zona com paisagens desérticas em tons intensos, onde os turistas são convidados a conhecer a história, cultura e tradições através de passeios guiados por um aborígene. Em terra ou no ar, mais precisamente num passeio de balão de ar quente, sem dúvida que Uluru faz parte da lista das visitas imperdíveis.

Ilha Fraser

Fechamos com a maior ilha de areia do mundo, localizada em Queensland e acessível via ferry saído de Hervey Bay. Bem-vindo à Ilha Fraser, onde parece que as cores ganham vida nos areais coloridos, no mar azul marinho e no Lake McKenzie de cor azul-turquesa. Austrália é todo um mundo que cruza várias e diferentes paisagens que nos convidam a viver momentos únicos, repletos de adrenalina e também de descontração.

Basta escolher qual o caminho que vai percorrer nesta sua viagem e deixar-se levar pela imensidão de experiências disponíveis.