Destinos

Conheça 10 grandes atrações na Islândia

Share this post

Considerada a “terra do gelo e do fogo” pelos seus enormes glaciares e vulcões em atividade, assim se apresenta a Islândia. A segunda maior ilha da Europa, um dos países mais felizes do mundo e o primeiro a eleger uma mulher como presidente.

Visitá-la será como estar num planeta quase intacto. Basta imaginar-se a percorrer gigantescas paisagens naturais de tal forma fascinantes, que nos anos 60 a NASA levou um grupo de astronautas até às montanhas do Vatnajökull Glacier para treinarem a ida à lua.

Talvez pelos campos de lava, os magníficos lagos, icebergues, cascatas, nascentes de água quente e a predominância de géisers, a abundância de fauna e flora, deverá fazer da Islândia o seu próximo destino de viagem.

Fique agora com as nossas 10 sugestões dos locais de visita obrigatória.

Banhar-se nas águas quentes da Lagoa Azul

De entre os vários cenários apaixonantes da Islândia, a Lagoa Azul é sem dúvida um dos mais emblemáticos. Com águas de cor azul a rondar os 38 graus, aquecidas pela central geotérmica, esta lagoa revela-se um autêntico spa ao ar livre rodeado por um campo de lava, onde poderá banhar-se e relaxar.

Ver icebergues na Lagoa de Jökulsárlón

Se a Lagoa Azul conseguiu dar aquela vontade de marcar já viagem para a Islândia, então Jökulsárlón só vai aumentar a motivação. Prepare-se para conhecer uma lagoa formada pelo degelo do Glaciar Breiðamerkurjökull e com acesso ao Oceano Atlântico, repleta de fabulosos icebergues azuis que andam à deriva. Poderá observar este espetáculo da natureza da praia ou num passeio de barco, só não pode deixar de visitar a Lagoa de Jökulsárlón.

Observar baleias e golfinhos em Husavik

A norte da Islândia encontra-se a pequena cidade de Husavik. Considerada a “Capital Europeia da Observação de Baleias”, é ainda um dos 10 melhores lugares do mundo para ver de perto várias espécies como a Baleia Minke, a Baleia-azul e a Baleia-piloto, entre outras, além dos golfinhos que vão surgindo. Um passeio imperdível.

Conhecer a capital Reykjavík

Reykjavík é a capital do país e também onde vive metade da população islandesa. Embora seja pequena na sua dimensão, tem uma costa, museus, inúmeros parques, restaurantes e cafés, uma zona histórica do porto onde se estabeleceram os primeiros colonos Vikings e ruas de comércio com lojas nacionais e internacionais, sejam de moda, artesanato ou recordações. Laugavegur e Skólavörðustígu são das ruas mais movimentadas.

Assistir ao fenómeno Aurora Boreal

Nos arredores de Reykjavík, entre setembro e abril, dá-se um dos fenómenos mais enigmáticos e fantásticos da natureza. As “Luzes do Norte” ou aurora boreal, são partículas de ventos solares que iluminam o céu com diferentes cores e movimentos, numa espécie de dança mágica. Assistir a este espetáculo revela-se hipnotizante e inesquecível.

Deslumbrar-se com a queda de água Gullfoss

Das várias memórias impressionantes que levará consigo desta viagem, garantimos que visitar a queda de água Gullfoss será uma delas. São 70 metros de largura e uma altura de 32 metros, com acessos pedonais para quem quiser aproximar-se.

A cerca de uma hora de automóvel da capital, está integrada num circuito turístico denominado “Triângulo Dourado”, juntamente com o Parque Nacional de Thingvellir e o Vale de Haukadalur.

Visitar o Parque Nacional de Thingvellir

Classificado como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO em 2004, o Parque Nacional de Thingvellir inclui duas grandes atrações: o géiser Strokkur, que chega a atingir os 40 metros sempre que entra em atividade a cada 4 a 8 minutos, e a queda de água Gullfoss que já mencionámos.

Foi também neste local, rodeado de lagos e pertencente ao designado “Triângulo Dourado”, que foi fundado o parlamento Viking da Islândia. Experimente passear pelos trilhos e desfrute das paisagens em redor.

Ir aos campos de lava do vulcão Krafla

Ainda na zona norte da Islândia, recomendamos uma ida aos campos de lava do vulcão Krafla, onde prevalece um ambiente inóspito composto por terrenos de lava negra onde se vê fumegar em algumas zonas, a lembrar uma paisagem lunar. Aproveite para espreitar a cratera Viti dentro do vulcão, atualmente repleta de água.

Apreciar a natureza junto ao Lago Mývatn

O Lago Mývatn ocupa a nona posição das nossas sugestões e fica a 90 quilómetros de Akureyri, a segunda maior área urbana da Islândia com uma enorme atividade portuária. Integrado numa área protegida, este lago é o habitat natural de várias espécies de aves, além dos cones vulcânicos e piscinas termais deste cenário natural que conseguiu sobreviver à erupção do vulcão Krafla em 1729.

Ir ao Parque Nacional Landmannalaugar

A sul, a Islândia é igualmente deslumbrante e por isso terminamos com a visita ao Parque Nacional Landmannalaugar, a cerca de 180 quilómetros da capital Reykjavík e perto do vulcão Hekla.

Entre os vastos campos de lava, as montanhas ideais para fazer caminhada e escalada e os passeios a cavalo, terá muito com que se entreter neste fantástico parque que tanto contribui para a riqueza natural da ilha.

QUERO CONHECER A ISLÂNDIA

Artigos relacionados