Experiências

8 festas tradicionais para conhecer o mundo

Share this post

Conhecer um país através das suas festas é uma das formas mais divertidas de viajar. Este tipo de turismo tem vindo a ganhar destaque, porque, além da natural diversão que proporciona, é uma maneira de mergulhar intensamente na cultura de um país, comunicar com os locais e, certamente, chegar com imensas histórias para contar.

Se gosta de viagens cheias de aventuras e experiências únicas, então coloque na sua bucket list um dos festivais tradicionais que listamos abaixo.

1- Festa da Lua (Ásia Oriental)

Este festival acontece no 15º dia do 8º mês do calendário lunar (Setembro/Outubro). A lua, como o nome indica, está no centro da festividade. Aqui as pessoas agradecem à lua as colheitas do ano e a família reencontra-se para atividades diversas como fazer um churrasco à luz da lua, acender lanternas de papel que ascendem aos céus ou comer “bolos da lua”, uma espécie de bolo bem açucarado que se acompanha, habitualmente, com chá verde.

O festival tem lugar em diversas zonas da Ásia Oriental, como Pequim, Vietnam ou Xangai.

2 – Oktoberfest (Munique)

Esta festa é um clássico europeu e tem lugar numa cidade surpreendente e aqui tão perto: Munique.

Se é apreciador de cerveja e de um bom convívio, tem que ir pelo menos uma vez na vida a este que é o maior festival de cerveja do mundo. O Oktoberfest ocorre entre Setembro/Outubro (desde 1872!) e em média são consumidos 7 milhões de litros de cerveja por edição.

Os trajes típicos da baviera, que muitos participantes usam, é outro dos ex-libris desta festa.

3 – La Tomatina (Valência)

Prepare-se para a maior e mais divertida guerra de tomates da história. Em Buñol, na província de Valência, milhares de pessoas juntam-se no dia 25 de Agosto para atirar tomates e fazerem do chão uma autêntica polpa deste fruto. Uma festa muito divertida, em que pode (e deve) deitar a energia cá para fora.

No total são cerca de 150.000 kg de tomate. Todos estes tomates são cultivados especificamente para esta festividade, visto não serem tão bons para o consumo. Uma forma de se tentar evitar o desperdício de comida.

4 – Holi (Índia)

Todos reconhecemos as variadas imagens de pessoas com pó colorido pelo corpo. Mas o Holi ou Festival das Cores é muito mais do que essa imagem.

Este festival marca o início da Primavera e simboliza a vitória do bem sobre o mal. Nesta festa não existe distinção de classes sociais ou religião, algo extremamente valioso num país fortemente marcado pela divisão por castas. O objetivo é somente um: divertir-se!

5 – Festival das Lanternas Flutuantes (Hawai)

No Hawai, os familiares e amigos já falecidos são recordados de uma maneira muito simbólica. No Memorial Day, que tem lugar na última segunda-feira de Maio, mais de três mil lanternas, cada uma delas representante de um familiar, são lançadas ao mar.

No final da festividade, as lanternas são recolhidas a fim de serem utilizadas na próxima edição.

Apesar do lançamento das lanternas ser realizado à noite, os participantes chegam logo de manhã e aproveitam para conversar e aproveitar o sol e o mar.

6 – Hogmanay (Edimburgo)

Bem-vindo ao ano novo escocês. Uma passagem de ano que, ao contrário das demais, dura três dias.

Como é fácil de compreender, aqui não falta festa. Entre outras coisas, realiza-se uma procissão à luz de tochas, danças tradicionais, muita música ao vivo, desfiles de máscaras e, claro, um bonito fogo de artifício.

São muitas as razões para vir conhecer a Escócia.

7 – Saint Patrick’s Day (Irlanda)

A Irlanda (e não só) pinta-se de verde para celebrar este dia. A 17 de Março, as famílias católicas vão à missa. Depois disso, as avenidas principais fecham-se para deixar os desfiles – as chamadas paradas – passar. É bastante semelhante ao carnaval, a não ser pelas cores e pelos símbolos que aqui desfilam. O trevo tem especial destaque, pois representa a Santíssima Trindade: o Pai, o Filho e o Espírito Santo em cada uma das suas três folhas.

Depois das paradas é tempo de encher os pubs noite fora e festejar juntamente com um dos povos mais simpáticos.

8 – Dia dos Mortos (México)

Se o objetivo é ter uma verdadeira imersão cultural, o Dia dos Mortos, no México, é com certeza uma experiência a equacionar.

Esta tradição remonta ao período pré-hispánico e é atualmente um dos feriados mais importantes do país, que ocorre no dia 1 e 2 de Novembro, A celebração pretende honrar e recordar os familiares que já faleceram. As ruas, igrejas e cemitérios são tomados pelas festas, pela música e fazem-se oferendas – com coisas que os familiares gostavam – como doces, bebidas, flores ou fotografias. Uma experiência verdadeiramente marcante.


São várias as festas e comemorações que marcam as culturas por este mundo fora. Descobri-las, in loco, é um dos privilégios de viajar. Se estiver interessado neste tipo de experiências e não souber como começar, entre em contacto connosco. Temos uma equipa disponível para o ajudar no que precisar (por videochamada ou telefone)

Artigos relacionados