Conheça as tradições de Reveillon um pouco por todo o mundo

Top Atlântico / Publicado a
Em Portugal temos algumas tradições “sui generis” de passagem do ano. Roupa interior colorida (uma cor pelo que queremos atrair no novo ano), ou subir a uma cadeira para comer as 12 uvas passas e por cada uva passa pedimos um desejo para o novo ano. São estranhas de facto, mas não vencemos em estranheza. Pelo mundo há tradições ainda mais peculiares! Vamos conhecer:

Na Dinamarca partem-se pratos

Durante o ano os dinamarqueses guardam pratos que não usam. Até ao último dia do ano vão guardando e nessa noite atiram os pratos às portas dos familiares e dos amigos como sinal de boa sorte para o ano de vai começar.

Em Espanha comem-se uvas

Comem-se uvas sem ser passas. Se uma uva passa custa e é pequenina, 12 uvas custam mais. Mas dá boa sorte e então os nossos vizinhos espanhóis comem. Uma por cada badalada ao ritmo do desejo que pedem por cada uva e por cada badalada.

Nas Filipinas tudo às bolinhas ou redondinho

Ano Novo tem de trazer dinheiro. Então, em representação das moedas, o povo Filipino acredita que deve fazer e usar tudo redondinho no Reveillon: roupas com bolinhas e alimentos redondos ditam a noite. E claro, muitas moedas nos bolsos.

Na América do Sul também usam roupa interior colorida

Em muitos dos países da América do Sul, à nossa semelhança, no Reveillon usam roupa interior colorida e mesmo no primeiro dia do ano. Roupa interior vermelha significa amor e relação próspera; roupa interior dourada ou amarela, significa riqueza e a roupa interior branca significa paz e tranquilidade.

Na Bolívia escondem-se moedas nos bolos de ano novo

Pelos vistos, dita a tradição que quem encontrar a moeda dentro do bolo terá muita sorte no ano novo (terá sorte se não começar o ano com um dente partido também).

No Chile dorme-se nos cemitérios

Não é triste, é bonito até: passar a noite com quem nos amou e nos foi querido para que nos abençoe o novo ano.

Na África do Sul lança-se a mobília antiga pela janela

Em algumas zonas do país, atiram a mobília que já não necessitam pela janela para começar o ano novo com o novo!

No Equador anda-se de mala de viagem na mão

Acredita-se neste país que se deve dar uma volta na rua de mala de viagem vazia para que no ano seguinte se possa viajar muito (gostamos desta tradição!).

Em Veneza dão-se beijos à meia-noite

Esta tradição é celebrada por todo o mundo, no entanto, no Reveillon, na Praça de São Marcos em Veneza, milhares de italianos e turistas juntam-se para ver o fogo de artifício e para «um beijo em Veneza». Um beijo à meia-noite, Veneza, Itália Estas são algumas. Celebrar é preciso! Bom Reveillon!