Natal Internacional: descubra 5 receitas típicas de outros países!

Top Atlântico / Atualizado a

O Natal é indiscutivelmente uma das épocas mais mágicas do ano e é sinónimo de famílias juntas, muito amor para distribuir, mercados encantados para visitar, e, claro, de um detalhe muito importante: comida!

Dezembro é aquele mês em que começamos a revisitar os nossos livros de receitas perdidos nas gavetas lá de casa e a escolher quais as iguarias (doces e salgadas) que vamos querer ter na mesa de Natal. Os pratos natalícios são diferentes um pouco por todo o mundo e hoje trazemos-lhe 5 receitas típicas de outros países. Curioso? Venha daí!

Austrália

O Natal na Austrália decorre com muito calordecorre durante o Verão – e, por isso, inclui algumas tradições muito diferentes daquelas a que estamos habituados. Ao contrário de ser uma altura para estar sentado à lareira, a comer comida quentinha e feita no forno, no outro lado do mundo os grelhados são os reis da festa.

No dia 24 e 25, não é incomum ver as famílias de volta do grelhador a fazerem um enorme churrasco. É incrível imaginar, não é? Por lá, come-se muita carne, mas também muito marisco. O camarão grelhado, por exemplo, é um dos pratos populares e que não falta na ementa natalícia.

Suécia

Na Suécia a tradição foca-se no julbord, onde a ceia se cumpre com um buffet de pratos quentes e frios que estão disponíveis na mesa para quem quiser usufruir. Aqui a carne e os doces imperam, dado que se trata de uma noite especial onde se podem comer os alimentos que normalmente ficam de fora dos menus diários.

Na mesa sueca vai sempre encontrar presunto, salsichas, almôndegas, patés, arenque e, claro, um dos pratos mais icónicos: o Janssons Frestelse. Este clássico é, nada mais, nada menos, do que um gratinado de batata, com cebolas, migalhas de pão, natas e – o ingrediente especial – anchovas. Quem come adora ou odeia, mas ninguém fica indiferente!

Polónia

Na Polónia, a véspera de Natal – conhecida por Wigilia – é uma das celebrações mais importantes do ano. Por isso, não é de estranhar que nesta noite seja servido um jantar que tradicionalmente inclui 12 pratos e sobremesas (a carne não entra no menu!).

Por essa razão, o peixe, e mais especificamente a carpa, é a estrela principal da ceia de Natal dos polacos – o que é bastante curioso, sobretudo porque não a comem em praticamente mais nenhuma altura do ano. Existem diversos pratos diferentes, mas carpa acompanhada de molho de sauerkraut (repolho), cogumelos secos, salada de vegetais e batatas é sem dúvida um dos mais populares.

Noruega

Os noruegueses sabem ser felizes e lá até as festividades começam mais cedo. Contudo, a escolha gastronómica pode surpreender-nos e até deixar apreensivos. No domingo imediatamente antes do dia de Natal, os noruegueses comem smalahove, um prato composto por uma cabeça de ovelha inteira cozida a vapor com puré de batata.

Na ceia de Natal, a mesa compõe-se de outras opções populares, nomeadamente costeletas de porco e de lutefisk – um prato de bacalhau. Contudo, não é um bacalhau qualquer. Este passa pelo seguinte processo: 1) é seco ao ar livre; 2) é mergulhado em água durante vários dias seguidos; 3) é adicionada lixívia à água durante dois dias; 4) mais alguns dias em água fria; 5) adquire uma consistência gelatinosa. Depois destes passos todos, o bacalhau (se é que ainda se pode chamar assim) é servido com batatas cozidas, pedaços de bacon e puré de ervilha. Atrevia-se a provar esta iguaria?

Grécia

A gastronomia grega não passa despercebida em nenhum lugar do mundo. Tendo as famosas baklavascomo embaixadoras (e não só, claro) já ganhou um lugar no coração (e estômago) da população mundial. Contudo, existem alguns pratos, maioritariamente servidos no Natal que ainda não são tão conhecidos.

Na véspera de Natal há uma receita que faz as hostes da ceia: a sopa de avgolemono. Podendo ser servida como primeiro prato ou até como prato principal, esta é uma sopa feita de frango, ovos, arroz, limão. Digamos que é uma versão grega da nossa canja de galinha.

O Natal está aí à porta e é sempre interessante verificar como este dia tão especial é festejado pelo mundo fora. Ficou interessado em algumas destas alternativas ou prefere continuar com a boa opção lusitana composta por uma boa posta de bacalhau cozido servido com todos?