Experiências / Lifestyle / Voltas ao Mundo

Volta ao Mundo por Pedro Guerra – Dias 1, 2 e 3 Dinamarca, Copenhaga 🇩🇰 🌎

Share this post
Copenhaga. Dinamarca.

#pedalando 🚲

Estou sentado no meu sofá. Sim, esse mesmo onde há dois anos tudo começou.

Véspera da partida. A mesa da sala acumula “coisas” das quais me fui lembrando nos últimos dias, etiquetadas mentalmente com um pouco convincente, “pode ser importante levar”. A mala, essa, continua vazia. Dou por mim a focar o branco da parede, tipo tela de cinema. Num ápice, é como se o filme dos últimos meses começasse a rebobinar. Em flashes, relembro as notas que escrevi no meu caderno preto, sempre que alguma ideia, supostamente genial, me vinha à cabeça. Recordo as noitadas de Google à procura da terceira rota. Relembro a indefinição das datas…. e de como é difícil ter que justificar um “não” a um grande projecto com um “porque vou dar a terceira volta ao mundo”.

Dias que passam. Memórias que ficam.

O despertador toca às 3.30 da manhã. Abro o olho esquerdo e sou assolado pelo pensamento mais recorrente sempre que um voo me obriga a acordar a esta hora: “‘mais valia não ter dormido!”💤

Entro no aeroporto. Avisto o painel gigante dos voos. Abrando. Observo. “Se vou dar uma volta ao mundo qualquer destes voos me serve”, murmurei.

Haverá algo mais libertador, do que chegar a um aeroporto e pensar que qualquer voo, poderia ser o teu voo?!

Avião. Adormeço encostado ao vidro da janela. Acordo na mesma posição quase 3 horas depois. Abro e fecho o maxilar. Repito o movimento como se me estivesse a desenferrujar. Aterro. Esboço um sorriso.

Dinamarca, Copenhaga! 🇩🇰🌎🙌

Nyhavn Harbor.

Pés no chão. Terminal 2. Percorro os corredores. Passo rápido. Espero a mala. Já está. Foi rápido. Oriento-me no maps do iPhone. Vou de comboio. 15 minutos e pouco mais de 4 euros et voila. Central station. Centro da cidade. Céu azul e o sol a brilhar!

Maravilha! 😅

Planeei ficar 3 dias em Copenhaga, mantendo a premissa de que nenhuma capital europeia justifica mais do que 72 horas numa viagem deste tipo. Opiniões. Esta é a minha!

Chego ao hotel antes das 11 da manhã. Leio a regra que diz que o checkin é só a partir das 15h… um sorriso depois e toda a regra pode ter uma exceção. 😏

Pés na estrada serpenteando as ruas de Copenhaga. Alterno entre os lados do passeio, escolhendo sempre o soalheiro. Está sol, sim, mas também só 9 graus! O fecho do meu casaco sobe e desce a compasso, numa sintonia perfeita com as esquinas dos prédios que me vão protegendo do vento frio! As fachadas, essas, são de tijolo vermelho, aquele pequenino, um clássico dos países escandinavos.

Ando sem destino, para variar. Entroncamentos. Olho para a esquerda, depois para a direita. Decido por instinto. O silêncio impera nas ruas e só as campainhas das bicicletas lhe retiram protagonismo. Bicicletas? Mais que muitas. Copenhaga quer ser “Carbon neutral” em 2025!

Copenhaga! Capital da Dinamarca e a cidade mais visitada dos países escandinavos, tem mais de 1,5 milhões de habitantes…eles, que se auto-intitulam o povo mais feliz do mundo!

O povo mais feliz do mundo. Dinamarca.

Almoço numa das zonas mais turísticas da cidade, mas também das mais bonitas. Nyhavn Harbor de seu nome. Ruas estreitas que percorrem o perímetro do canal. Restaurantes. Barcos. Fachadas típicas de cores fortes. Pessoas, muitas pessoas. O loiro predomina. Expectável.

Já perdi a conta aos quilómetros que andei. Sem pressas. Deixo-me ir. Sento-me a admirar o Christiansborg Palace. Contemplo a praça imponente do Amalieborg Castle. Compro frutos secos numa banca de madeira na famosa rua Stroget Shopping Mile. Ahhh e claro… vou fazer uma festa na testa à mais icónica atração de Copenhaga, a little mermaid!

Dias que passam. Memórias que ficam.

Manhã cedo. O sol continua a brilhar. Inesperadamente. Corrijo… afortunadamente! Decido juntar-me a eles, pedalemos então! As ruas mantêm uma toada silenciosa e só as campainhas das bicicletas insistem em criar alguma agitação. Campainhas?! A minha! Entusiasmo-me com pouco e aproveito todas as oportunidades para fazer soar a minha!

Copenhaga. Dinamarca.

Não há sobe e desce. Tudo é a direito. Já levo horas a pedalar e já percorri a cidade de ponta a ponta. Passo a ponte para Christiania, uma espécie de “Freetown”, única e controversa, que começou como um hippy settlement há mais de 40 anos e é hoje um dos locais mais visitados e amados da cidade! Termino o dia a jantar no Tivoli Gardens. Adorável!

Deixo a cidade com aquele sentimento de dever cumprido. Foi uma boa escolha para começar! Bonita. Charmosa. Cheia de contrastes.

Christiania. Copenhaga.

Já no comboio para o aeroporto começo a olhar em frente… e agora?

What’s coming up next? Estou literalmente em brasa para o segundo destino!

Ps: Já que gostam de adivinhar, muito embora muito poucos acertem, aqui vai:

O próximo destino vai multiplicar o número de horas disponíveis, há mais sol, ou pelo menos, luz durante mais tempo!

Demasiado fácil, não?!? 😜

#voltaaomundo #pg3 #Dinamarca

  Já conhece a Dinamarca? 

Voos para Copenhaga

 

Artigos relacionados