Destinos / Experiências / Férias na Praia

3 segredos para descobrir na Ilha do Sal

Share this post

Mais do que uma das dez ilhas vulcânicas do arquipélago de Cabo Verde, a Ilha do Sal é um destino de eleição para levar a sua família de férias, ou não tivesse sol durante os 365 dias do ano.

Recomendada para quem procura praia, mergulhos a toda a hora, música crioula e dança do funaná, boa comida e muita diversão à noite, na verdade a ilha tem ainda alguns segredos por revelar. Hoje desvendamos apenas três, só para despertar a curiosidade. Os outros continuam à sua espera na Ilha do Sal.

Descobrir o mar por dentro

Que a água na Ilha do Sal é morna e em tons azul-turquesa, já todos sabemos. Falta apenas revelar a melhor forma de descobrir até onde vai a riqueza deste património natural. Fazer mergulho é indispensável para explorar um dos recifes mais coloridos do mundo, mas nada como um passeio no Neptunus para aprofundar esta aventura.

Foto: ©Neptunus Cabo Verde

Um barco com fundo de vidro que permite ver toda uma vida marinha selvagem composta por inúmeros peixes coloridos e tartarugas, além de poder ver os destroços de alguns naufrágios de navios portugueses e ainda uma estátua submersa. Uma verdadeira aventura dos mares.

Descobrir o sal que deu nome à ilha

Se há lugar que diz muito sobre a Ilha do Sal, é decerto a Pedra de Lume. Localizada abaixo do nível do mar, esta pequena povoação fica no interior de uma cratera de vulcão extinto, entretanto transformada em lago graças à infiltração de água do mar.

Foto: ©Visão – Sapo

É neste cenário que se encontram as salinas (declaradas como Paisagem Protegida e Património Cultural Nacional) que deram nome à ilha e nas quais se pode banhar, ou diríamos boiar já que esta água é 26 vezes mais salgada que a do mar e por isso torna-se impossível mergulhar. Uma sensação de puro relaxamento.

Descobrir piscinas no deserto

Seguimos para Buracona, onde a paisagem árida contrasta com o ambiente das praias e das salinas. Para se chegar aqui, é preciso atravessar um pequeno deserto a lembrar a superfície de Marte, de tão inóspita que é.

Foto: ©Scuba Team Cabo Verde

Até que, pelo meio e por entre rochas vulcânicas, encontramos finalmente as piscinas naturais da Buracona com águas cristalinas, apenas suplantadas pela impressionante beleza da caverna Odjo Azul ou Olho d’Água. Uma espécie de poço onde o sol é refletido na água proveniente do mar, criando a forma de um olho em tons de azul intenso. A imagem fala por si.

Numa terra tão autêntica como é Cabo Verde, a Ilha do Sal revela-se uma caixa de surpresas que vão surgindo à medida que a vamos conhecendo. Descobri-la aos poucos faz parte do prazer que é conviver com o simpático povo cabo-verdiano e sentir o significado da palavra morabeza ou a arte de bem receber. Boa viagem.

QUERO DESCOBRIR A ILHA DO SAL

Artigos relacionados