Férias na Praia

Nada como ir à praia onde é sempre verão

Share this post

Dezembro é quando se inicia oficialmente o inverno em Portugal, levando-nos a pensar nos locais onde o verão está a acontecer neste momento.

Nas Caraíbas, Punta cana, Riviera Maya, Bali, São Tomé, Tailândia ou Maldivas, vai encontrar temperaturas quentes, água morna e límpida. Hoje, é a Ilha do Sal que iremos explorar.

ILHA DO SAL, CABO VERDE

Pertencente a um arquipélago de dez ilhas situadas em Cabo Verde, a Ilha do Sal é por sinal a mais pequena. Tem apenas 30 km de comprimento e 12 km de largura, atraindo cada vez mais portugueses.

Com água morna e temperaturas amenas durante todo o ano, a rondar os 24 graus de máxima no inverno, esta ilha leva-nos para um cenário idílico de águas transparentes em tons azul-turquesa.

Aqui, as praias de areia branca tornam-se uma extensão do nosso olhar que facilmente se deixa encantar pela serenidade que tão bem caracteriza esta terra. Um exemplo perfeito será a praia de Santa Maria, uma das mais conhecidas e recomendadas.

Se procura fazer uma viagem tranquila e segura, a dois ou em família, encontrou o seu próximo destino.

TERRA DA MORABEZA

Há algo de muito genuíno na Ilha do Sal, que não passa apenas pelas paisagens naturais, a cultura ou o artesanato. É algo mais profundo, que faz parte das suas gentes.

De sorriso descontraído e simpatia contagiante, os cabo-verdianos têm uma forma muito própria e afável de receberem os visitantes, designada pela palavra morabeza, da mesma forma que nós identificamos o sentimento e a palavra saudade.

ALGUMAS SUGESTÕES

Além dos passeios nas praias, a Ilha do Sal oferece as condições ideais para quem gosta de praticar atividades desportivas, tais como mergulho, pesca, passeios de barco, surf, bodyboard e windsurf.

Do mar chegam-nos também as iguarias gastronómicas como a lagosta na brasa e o peixe grelhado, servido um pouco por todo o lado. Aliás, no Pontão de Santa Maria, os barcos chegam carregados para felicidade de quem aguarda pelo peixe e faz questão de o amanhar logo ali, no passadiço, para vendê-lo ainda fresco a quem lá se dirige.

Das antigas explorações de sal que deram nome à ilha, destacamos as Salinas de Pedra Lume. Porque a água de onde é extraído o sal é 27 vezes mais salgada que a do mar, a ideia de tomar um banho nas lagoas significa flutuar.

Por fim, quando o dia termina e a noite chega, a ilha é tomada pelos ritmos da música cabo-verdiana. Em cada esquina, há sempre um cantor que dá o mote para as danças como a Morna e o Funaná, num ritual onde todos se divertem. Este é o verdadeiro espírito morabeza.

QUERO IR A CABO VERDE

Artigos relacionados