6 filmes sobre viagens que o vão fazer viajar no sofá

Top Atlântico / Atualizado a

Ficar em casa de quarentena traz muitos desafios. Um deles, muito sensível à comunidade viajante, é a impossibilidade de partir à descoberta.

Mas nem tudo é mau. É aqui que entra o cinema! O bom cinema tem a capacidade de nos fazer colocar no lado de dentro do ecrã. De vivermos a ação na pele do personagem e, assim, viajar.

De destinos exóticos, passando por viagens de descoberta pessoal até às aventuras em famílias, neste artigo compilámos 6 filmes de viagens. Vamos começar?

Lado Selvagem

“Happiness is only real when shared” (a felicidade só é real quando é partilhada). Esta é uma das frases mais marcantes do filme realizado por Sean Penn, em 2008, que fez sensação um pouco por todo o Mundo.

O filme inspira-se na história real de Christopher McCandless. Chris, então com 22 anos, criado no seio de uma família privilegiada, e acabado de sair da faculdade, decide abdicar de tudo e ir à aventura.

O jovem torna-se um símbolo de resistência e liberdade. Com ele conhecemos os Estados Unidos da América – do Arizona ao Alasca – em paisagens verdadeiramente impressionantes. Mas, contrariamente ao esperado, é de pessoas e de partilha que este filme fala. As pessoas que Chris vai conhecendo, e a relação que com elas constrói, enchem a tela e demonstram que muitas vezes o mais importante de viajar é estar disponível para o outro.

Comer, Orar, Amar

Este é assumidamente um filme de autodescoberta. Julia Roberts dá corpo a Liz Gilbert, uma escritora, casada e aparentemente feliz… até perceber que não se encontra assim tão realizada no seu casamento.

É então que começa a viagem – a interior e a exterior. Liz divorcia-se e embarca numa jornada de um ano. É impossível não ficar deslumbrado com as paragens que Liz vai fazendo: Itália, Bali, Índia. Em todos estes destinos vai descobrindo novas facetas e amores. Mas não queremos revelar demais. Veja, viaje e deixe-se inspirar para as próximas viagens.

Antes do Amanhecer

Serão provavelmente poucos os que nunca viram ou nunca se cruzaram com as várias imagens de Ethan Hawke e Julie Delpy em claro ambiente romântico.

Antes do Amanhecer é o primeiro filme da trilogia que dá pelo nome do filme primogénito. Mas, para já foquemo-nos na história do primeiro filme.

A trama desenvolve-se apenas numa noite. O que parece pouco tempo para criar uma conexão especial, torna-se o tempo certo para Céline, uma estudante francesa de férias, e Jesse, um americano a viajar Europa fora, criarem uma ligação única. O filme respira uma sensibilidade apurada, como podemos constatar pelos diálogos e estética. Tudo isto num encontro inusitado num comboio algures entre Budapeste e Viena.

A Praia

Adora paisagens paradisíacas e não dispensa uma história com ritmo forte? Então não deixe de ver a Praia, protagonizado por um muito jovem Leonardo DiCaprio.

Aqui Leo faz de Richard, um jovem viajante americano à procura de um sentido maior para a sua vida. Acaba por encontrar um mapa que contém o caminho até a uma praia paradisíaca algures na Tailândia. Entre voltas e reviravoltas, Richard integra-se na comunidade isolada que mora na ilha e aos poucos percebe que as coisas não são tão paradisíacas assim. Mais não podemos revelar. É ver (com um pacote de pipocas ao lado).

Pequena Miss Sunshine

Tem a família reunida nesta quarentena? Então a sugestão que se segue é a indicada para verem todos juntos.

Pequena Miss Sunshine é uma comédia especial, que tanto nos faz rir sem parar, como nos enternece. Conta a história de Olive, uma menina de sete anos que decide participar num concurso de beleza, apesar de não ser a típica menina modelo. A verdade é que Olive acaba por ser qualificada e com essa novidade começa a grande viagem desta família tão peculiar.

A Kombi amarela serve de motor desta história. É ela que leva a família (e a nós também) pelas estradas dos Estados Unidos da América.

Repleto de surpresas e de fantásticas interpretações, este é um filme que tem a capacidade de fazer as delícias de toda a família.

Sete anos no Tibete

O título do filme não deixa enganar: prepare-se para uma viagem pelas indescritíveis paisagens do Tibete e Himalaias.

Heinrich Harrer (Brad Pitt) encarna um famoso alpinista austríaco que decide viajar para o outro lado do mundo – deixando a sua mulher grávida para trás. Ele decide fazer esta viagem na tentativa de escalar o 9º pico mais alto mundo – o Nanga Parbat.

Heirich vive uma vida cheia de aventuras. Ao longo destas, cria uma ligação com o ainda jovem Dalai Lama. E sabem o que é o mais fantástico nisto tudo? É que esta história é baseada numa história real. Há viagens fantásticas, não concordam?

Agora já sabe: está na hora de partir à viagem à boleia da sétima arte.
Aproveite, desfrute e, claro, faça uma ótima viagem!