8 dicas úteis para viajar tranquilamente com um bebé

Top Atlântico / Atualizado a

Se tem filhos ainda pequeninos e adora viajar, levá-los a conhecer outros países e culturas, pode ser uma experiência única.

Porém, se viajar em família pode ser tão imprevisível quanto os bebés e crianças o são, estas 8 dicas podem vir a ser bastante úteis na sua próxima “aventura”.

1.A idade mínima para viajar de avião?

Dependerá da política da companhia aérea que escolher, sendo que a maioria não permite bebés com menos de 14 dias nos seus voos, pelo que começamos por sugerir que se informe previamente. Seja recém-nascido ou tenha até 24 meses, não pagam bilhete porque vão ao colo, mas necessitam ser registados como passageiros e estarem acompanhados dos documentos pessoais. Seja o cartão de cidadão, certidão de nascimento ou até mesmo passaporte, consoante o destino. A questão da idade e de um sistema imunitário preparado para lidar com outros ambientes, remete-nos para o tema da vacinação, já que é altamente recomendável que tenha o boletim de vacinas atualizado.

2.Escolha o melhor lugar

Neste caso, vai depender do modelo e tamanho do avião. Ainda assim, podemos adiantar que a frente e as traseiras podem ser um pouco mais barulhentas, embora se fique mais próximo das casas de banho. Na zona do centro, será possível encontrar lugares mais espaçosos e chão para os mais pequenos brincarem à vontade. No ar, aproveite para descalçar o bebé, deixando-o mais à vontade e também para evitar eventuais inchaços nas pernas provocados pela altitude.

3.Simplifique a mala de viagem

Além do essencial, que são as roupas e calçado de acordo com as condições climatéricas do destino, artigos de higiene e farmácia na mala que segue no porão, inclua na mala que levar na cabine um kit de primeiras necessidades, como uma muda de roupa, fraldas, toalhitas, chuchas suplentes, brinquedos e alimentação.

4.Leve a comida do seu bebé a bordo

Embora as companhias tenham refeições especais para bebés e crianças, bastando pedir no momento da reserva, há quem prefira levar alimentos aos quais o bebé esteja mais habituado, para não correr o risco de rejeitar o que lhe for servido a bordo. Seja para a viagem ou até para garantir as refeições do primeiro dia num lugar novo e desconhecido, saiba que costuma ser permitido levar tudo o que precisar (sopa, iogurte, boião de fruta) nas quantidades adequadas ao tempo de viagem, com exceção de água. Nesse caso, poderá ser pedida e aquecida, se necessário, a bordo. Caso pretenda transportar farinhas, confirme com a companhia aérea se o permitem. No limite, a segurança do Aeroporto pode pedir que prove a comida transportada.

5.Amamentar no voo tem benefícios

Se o seu filho ainda é amamentado, no peito ou com biberão, aproveite para fazê-lo no momento da decolagem e aterragem, já que a sucção proveniente do efeito de mamar ou chuchar pode realmente minimizar o desconforto da pressão nos ouvidos. Para as idades mais avançadas, recomendamos que estimule a mastigação.

6.Saiba como trocar as fraldas no avião

Pode soar a “missão impossível”, mas na verdade não há-que temer pois a maioria dos aviões têm fraldário nas casas de banho. É claro que o espaço é sempre reduzido para se movimentar, pelo que sugerimos que leve apenas o essencial (a fralda nova e as toalhitas). Se for um voo de curta duração, aproveite para mudar a fralda antes de embarcar e, com alguma sorte, não será necessário fazê-lo no ar.

7.Torne a viagem confortável para todos

Se há forma de tornar a viagem agradável para todos, é mantendo o bebé entretido e confortável. Começando pelo início, em que poderá aproveitar para passear pelo aeroporto enquanto espera pelo embarque, ao invés de entrar no avião de imediato. Durante os voos, tenha à mão alguns brinquedos da sua preferência para se entreter. Outra sugestão é fazer as viagens de noite, em especial se forem de longo curso, para dormirem durante o voo. Evite ainda as escalas, para facilitar a adaptação do bebé ao avião.

8.Planeie os voos com antecedência

Se já costuma planear as viagens com alguma antecedência, então com bebés é mesmo recomendado. Isso permitir-lhe-á ter tempo para se informar sobre todas as dúvidas que lhe surgirem, escolher os melhores lugares, o horário ideal, o alojamento mais indicado, conseguir os melhores preços e, claro, optar pelo destino adequado ao perfil da sua família.

Próximo passo: pesquisar o destino ideal para se divertir com a família em viagem.