Destinos / Viagens Baratas

City break – Viena

Share this post

Segundo o The Economist, em 2018 Viena foi considerada a melhor cidade do mundo para se viver. São muitos os atributos que a tornaram na primeira cidade europeia a conquistar este título, mas hoje iremos apenas revelar algumas das atrações turísticas que o vão inspirar a fazer um city break nesta cidade austríaca, ou quem sabe até mesmo um cruzeiro no Rio Danúbio.

O que o levará a apaixonar-se por Viena? Podem ser os palácios, os espaços verdes e lagos, a arquitetura e as ruas pitorescas, ou talvez as iguarias da gastronomia típica como os famosos Schnitzels. Comecemos o “roteiro”.

Descobrir a cidade de Viena

Para conhecer uma cidade por “dentro”, é preciso percorrer as ruas e contactar com tudo o que faz parte da sua identidade. Construções, monumentos, igrejas, pessoas, cafés e restaurantes, lojas e tudo o mais que conseguir descobrir no belo centro histórico de Viena.

Aproveitando que está numa de passear e caminhar pela cidade, tem de ir ao Ring. Uma zona onde existem várias atrações como a famosa Ópera e da qual terá acesso ao Volksgarten ou Jardim do Povo. Inicialmente usado como jardim particular, tendo inclusive mais de 300 tipos de roseiras, em 1823 tornou-se o primeiro parque aberto ao público.

Se tiver curiosidade em ver a cidade de outra perspetiva, recomendamos uma ida até St. Stephen’s Cathedral, subir os 340 degraus das escadas da torre norte e deslumbrar-se com a vista panorâmica.

Visitar os palácios

Destacamos os três palácios mais populares e interessantes, começando pelo Palácio de Schönbrunn que é também conhecido por “Versailles austríaco”. Com 1400 quartos e um terreno enorme em volta decorado com jardins barrocos, foi a casa de verão da família Habsburgo. No mesmo espaço e desde 1752, integra o zoológico de Viena que, por sinal, é o mais antigo do mundo. Uma visita imperdível.

Seguimos para o Palácio de Hofburg, cuja construção data do século XIII e fica no centro histórico de Viena. Encontra-se dividido pelos aposentos reais, o Museu da Sisi, o tesouro real e a coleção de pratas, a biblioteca e mais alguns museus igualmente interessantes.

No Palácio Belvedere, vai poder ver pessoalmente O Beijo, a grande obra arte do pintor Gustav Klimt. Aproveite para percorrer os jardins e as exposições temporários. Vale a pena.

Conhecer os lagos

Entre os vários lagos que dão fama a Viena, eis algumas sugestões.

Badesee Rechnitz encontra-se no Parque Natural Geschriebenstein, rodeado por floresta, a Montanha Günser e as Montanhas Rechnitz. Trata-se de um lago com 5 hectares, onde é possível mergulhar e relaxar neste cenário impressionante.

Hintersee é especialmente indicado para casais que procuram um lugar tranquilo e romântico. Por curiosidade, tem cerca de 1,7 km de comprimento, 700 m de largura e uma profundidade máxima de 22 metros.

Lunzer See, com os seus 1,6 km de comprimento e 500 m de largura, é considerado o único lago natural da Baixa Áustria.

Oberinnviertler Seenplatte integra três lagos e 350 milhões de m² de floresta, o que lhe confere o estatuto de maior pântano de esfagno da Europa, sem esquecer a reserva de pássaros onde poderá contactar com a natureza num ambiente único.

Deliciar-se com a gastronomia

Antes de passarmos às típicas referências gastronómicas, saiba que os vienenses são grandes adeptos de um bom café da manhã, e não se trata apenas da bebida. É visto como um ritual para iniciar o dia e, por isso, para desfrutar com calma. Pode incluir café, pães e croissants, manteiga e geleias, queijos e presuntos. Aproveite para experimentar a Torta Sacher (na imagem) e a Torta Mozart. Tudo a que se tem direito para um dia em grande.

No geral, a comida austríaca é bastante apreciada e os restaurantes costumam oferecer um bom menu e atendimento. Se quiser provar um prato mesmo típico, servido em todos os sítios, então será o Kaiserschmarrn. Consiste numa massa preparada com alguns ingredientes como farinha, ovos, casca de limão e passas, entre outros, sendo depois frita e servida em pedaços pequenos, com uma calda quente de frutos vermelhos. Bom apetite!

Deslumbrar-se numa ópera

Ir a Viena e assistir a uma ópera ou um espetáculo de ballet, se preferir, é quase obrigatório. Pode fazê-lo na Ópera de Viena, num edifício que resistiu à Segunda Guerra Mundial, que atualmente é uma das mais famosas do mundo.

Visitar grandes artistas

Pode não ser o programa preferido para certos turistas, mas para os grandes apreciadores de música clássica, visitar o Cemitério St. Marx pode revelar-se uma experiência fantástica. Josef Strauß e Wolfgang Amadeus Mozart são alguns dos nomes que irá encontrar. Nada como experimentar. Boa viagem!

QUERO FAZER UM CITY BREAK A VIENA

Artigos relacionados