Destinos / Viagens Baratas

Páscoa ou um motivo para ir aos Açores

Share this post

Em qualquer altura do ano existem sempre motivos para viajar, mas nesta Páscoa sugerimos uma ida à Ilha Terceira. Uma das nove ilhas pertencentes ao arquipélago dos Açores e integrada no seu Grupo Central, juntamente com São Jorge, Pico, Faial e Graciosa.

Com cerca de 29 quilómetros de comprimento e 18 de largura, a Terceira é famosa pelas suas festas, paisagens naturais e uma capital, Angra do Heroísmo, classificada como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO em 1983. Vamos então fazer as honras de partilhar consigo o que poderá ver e fazer na chamada ilha Lilás.

CONHECER A ANGRA DO HEROÍSMO

Uma cidade que é Património Mundial só poderia ser um dos principais locais a visitar, ou não fosse também uma das zonas sempre animadas pelas suas gentes e coloridas em termos arquitetónicos.

Percorrer o centro histórico a pé será a melhor forma de conhecer a riqueza cultural dos monumentos, jardins, catedrais e museus, sem esquecer o Monte Basil. Um parque natural que faz parte de um vulcão extinto, onde poderá desfrutar de uma vista magnífica sobre Angra.

Recomendamos também a gastronomia típica onde se destaca a Alcatra e as sopas de Espírito Santo ou doçaria como as Donas Amélias, o Alfenim e as Cornucópias, entre tantas outras especialidades terceirenses. Conte também com bastante comércio local e esplanadas onde descontrair.

IR AO PORTO JUDEU

Perto da Angra, o Porto Judeu é uma cidade pitoresca que dá acesso a piscinas naturais e ao Miradouro Cruz do Canário com vista para a costa sul. Uma oportunidade de visualizar esta parte da ilha com as suas paisagens deslumbrantes.

VISITAR O ALGAR DO CARVÃO

Localizado na zona de Porto Judeu, mais precisamente no centro geográfico da ilha, o Algar do Carvão é um cone vulcânico com 90 metros de profundidade e uma beleza de tirar o fôlego. Prepare-se para explorar túneis repletos de estalactites e escadarias que dão acesso a uma lagoa. Fica perto das Furnas de Enxofre onde ainda é possível observar vestígios de atividade vulcânica.

Foto: SIMECQ.CULTURA

SUBIR A SERRA DO CUME

Se no Algar do Carvão a ideia era descer, na Serra do Cume propomos subir até 545 metros de altitude para conseguir uma das melhores vistas das paisagens verdejantes da ilha no seu estado mais natural. Daqui também poderá ter vista panorâmica de outros pontos de interesse como a Manta de Retalhos, a baía da Praia da Vitória e a planície das Lajes.

EXPERIMENTAR AS PISCINAS NATURAIS

Na altura da Páscoa as temperaturas já convidam a banhos nas várias piscinas naturais aqui existentes. Perto da zona central de Angra do Heroísmo existem as Piscinas Naturais da Silveira com Bandeira Azul, mas é na Calheta dos Biscoitos que vai encontrar a maior piscina da região entre as várias piscinas que compõem esta zona balnear, envolvida por rochas de lava preta e banhada pelo Oceânico Atlântico.

Foto: Turismo Azores

Aproveitando que aqui está visite o Museu do Vinho dos Biscoitos, com uma adega aberta ao público para visitas guiadas e prova de vinhos. Fique a conhecer um pouco melhor este vinho, produzido a partir de videiras que crescem por entre as rochas.

VER BALEIAS E GOLFINHOS

Açores combina com baleias e golfinhos, pelo que a Ilha Terceira não é exceção. Fazer um passeio de observação será uma experiência única de contacto com a natureza em pleno mar alto. Afinal, o arquipélago está precisamente na rota de migração de várias espécies de golfinhos e baleias, como a baleia sardinheira, mas também de cachalotes.

Alguns programas permitem “nadar” com golfinhos, revelando-se uma verdadeira aventura quando se trata de estar no lugar certo e à hora certa para conseguir mergulhar na passagem destes maravilhosos animais.

PARTICIPAR NAS FESTIVIDADES

Como se costuma dizer, deixámos o melhor para o fim. Na Terceira, parece que há sempre uma festa a acontecer e percebe-se porquê quando descobrimos as várias tradições destas gentes.

Além do Carnaval, que já passou, o Divino Espírito Santo revela-se um culto de enorme importância em todas as aldeias da ilha. Há sempre concertos, petiscos, desfiles e touradas à corda, claro. Nestas touradas prende-se o touro com uma corda, sendo controlado por dois grupos de “pastores” enquanto anda pelas ruas a investir sobre os populares mais audazes que se atravessam no caminho, chamados de “toureiros”.

Se por acaso estiver a pensar regressar no verão, saiba que existem inúmeras atrações tais como as festas populares Sanjoaninhas, as Festas da Praia, os festivais Angra Jazz e Festival do Ramo Grande, e muitas outras festas locais que preenchem os vários meses do ano com animação e alegria. Basta escolher!

Foto: folclore.pt

QUERO PASSAR A PÁSCOA NOS AÇORES

Artigos relacionados