Destinos / Experiências

Há pelo menos 3 razões para ir ao Holi

Share this post

O Holi ou Festival das Cores, é original da Índia e realiza-se todos os anos entre fevereiro e março, sendo que em 2018 será no dia 2 de março, ainda a tempo de organizar a sua viagem à Índia para viver momentos mágicos.

Conheça então 3 razões pelas quais tem de marcar presença no festival mais colorido do mundo.

1. DAR AS BOAS-VINDAS À PRIMAVERA

O Festival Holi marca o final do inverno e a abundância das próximas colheitas da primavera, num ritual que se resume a música, euforia e cores. Sem dúvida, a melhor forma de celebrar a chegada daquela que é a estação das flores e das cores.

2. FAZER PARTE DE UMA HOMENAGEM

Embora o Holi fosse originalmente um festival para comemorar a chegada da primavera, o nome “Festival das Cores” surgiu em homenagem ao Deus Krishna, considerado uma reencarnação de Vishnu, um deus que gostava de brincar com as raparigas da aldeia, molhando-as com água e pó das mais diversas cores.

Comemorado desde os tempos antigos em várias zonas da Índia, é em Mathura e Vrindavan – a quatro horas de Dehli, que acontecem as maiores celebrações, mas também onde as festividades começam uma semana antes do dia do Holi.

Segundo a tradição, neste festival não há espaço para inimigos ou qualquer distinção entre ricos e pobres. Aqui, o espírito é de fraternidade e partilha. Enquanto a euforia toma conta de tudo e todos durante o dia, à noite visita-se amigos e parentes para a troca de presentes e saudações como forma de fortalecer as relações emocionais.

Atualmente já existem eventos especiais com muita música, danças da chuva e batalhas de cores, organizados nas grandes cidades indianas como Dehli e Mumbai.

De certa forma, o Holi tem esta capacidade de aproximar as pessoas e fortalecer os seus laços, independentemente das suas religiões ou crenças, porque no fundo o importante é homenagear a grandeza deste país.

3. VIVER UM DIA MÁGICO

Se há momentos na vida que nos fazem acreditar em magia, o Festival das Cores é um deles. Além do poder das cores vibrantes que nos colocam num cenário único e surreal, a energia que se sente é contagiante.

Ao contrário da maioria dos festivais indianos, no Holi o dia não é dado a rituais religiosos, mas sim à simples ideia de diversão, ficando-se molhado e colorido da cabeça aos pés. Aliás, neste sentido, sugerimos que opte por usar roupas velhas e espalhar previamente algum tipo de creme ou óleo na pele, evitando assim que as cores sejam absorvidas.

Para quem é mulher, viver a magia do Holi em segurança passa por ter alguns cuidados. Por exemplo, as mulheres solteiras nunca devem estar sozinhas em lugares públicos, já que o comportamento dos jovens indianos pode tornar-se impróprio assim que ficam embriagados.

Uma alternativa é ir para as ruas celebrar logo de manhã e regressar ao alojamento assim que o ambiente ficar mais efusivo. O ideal será viajar em grupo com um guia local e tudo correrá bem. É ir para ver, e ver para crer.

QUERO EXPERIMENTAR A MAGIA DO HOLI

Artigos relacionados